Qual Doença Faz a Pessoa Dormir Repentinamente? - ICOSONO Instituto Campineiro de Otorrinolaringologia e SonoJá ouviu falar sobre uma doença que faz a pessoa dormir de repente? Pode parecer uma desculpa esfarrapada de alguém que dormiu muito tarde ou virou a noite, mas não é! Essa doença realmente existe e é chamada de Narcolepsia.

A Narcolepsia é um distúrbio do sono caracterizado por sonolência diurna excessiva e uma tendência a pegar no sono em locais e momentos inapropriados, como na escola, faculdade, trabalho, fila do banco e até mesmo durante uma conversa ou refeição. Geralmente, esses “ataques” de sono podem durar até cerca de 30 minutos.

Causas da Narcolepsia

Embora as causas da Narcolepsia não sejam totalmente esclarecidas, sabe-se que existem fatores genéticos envolvidos e que a doença está relacionada a alterações no equilíbrio entre algumas substâncias químicas (neurotransmissores) do cérebro, o que acaba afetando a parte responsável pelo controle do sono e da vigília.

Outros gatilhos para o surgimento da Narcolepsia são alterações hormonais, estresse psicológico e doenças neurológicas.

Tipos de Narcolepsia

A doença pode ser classificada em dois tipos:

  • Na Narcolepsia tipo 1, são observados níveis baixos de hipocretina no líquor (líquido que recobre o cérebro) e cataplexia, que é a perda repentina dos sentidos do corpo.
  • Já na Narcolepsia tipo 2, as causas ainda permanecem desconhecidas, já que os níveis de hipocretina estão normais, apesar da sonolência excessiva.

Sintomas da Narcolepsia

A sonolência excessiva diurna é o principal sintoma da Narcolepsia, mas não é o único! Outros sintomas são:

  • Cataplexia (fraqueza muscular transitória): O paciente perde a força do corpo como um todo ou só de uma parte específica, como pescoço, braço, perna ou mandíbula. Na cataplexia, o paciente permanece consciente e percebe toda a situação, porém sem conseguir se mexer. Geralmente dura poucos minutos e melhora espontaneamente;
  • Fragmentação do sono: O paciente desperta várias vezes ao longo da noite;
  • Alucinações visuais: As alucinações visuais são frequentes próximas ao horário de dormir ou ao acordar;
  • Paralisia do sono: Impede o paciente de se mover. Costuma ser breve, durando segundos ou poucos minutos, e pode ser acompanhada de alucinações visuais;

Diagnóstico da Narcolepsia

O diagnóstico da Narcolepsia é feito através da análise clínica do paciente e do exame de Polissonografia.

Na suspeita da doença, o paciente deve procurar imediatamente um Médico do Sono para investigar os sintomas e orientar o início do tratamento!

Tratamento para Narcolepsia

Não existe cura para a Narcolepsia, mas existem tratamentos que ajudam a controlar a doença e diminuir os episódios! Os principais são:

  • Medicamentos estimulantes: remédios de uso controlado que levam a um maior estado de alerta, evitando os ataques de sono;
  • Medicamentos antidepressivos: eles não são usados por seu efeito no humor, mas pela ação direta no sono, para evitar cataplexia, paralisia do sono e alucinações;
  • Medidas comportamentais: cochilos programados, de curta duração (+/- 15 minutos) e distribuídos ao longo do dia contribuem para que os pacientes não adormeçam em situações inapropriadas;

O ICOSONO – Instituto Campineiro de Otorrinolaringologia e Sono é especializado no diagnóstico e tratamento dos principais Distúrbios do Sono, como a Narcolepsia. Entre em contato e agende uma avaliação!

Continue acompanhando nossas publicações e até a próxima!