Vilões do Sono: Alimentos que Causam Insônia - ICOSONO Instituto Campineiro de Otorrinolaringologia e SonoSabia que os alimentos têm um enorme poder no organismo? O que comemos pode influenciar o corpo de forma positiva ou negativa, e um dos maiores exemplos de influência negativa é justamente a insônia!

Alguns alimentos possuem propriedades estimulantes que atrapalham o início do sono. Outros são de digestão mais demorada e/ou complicada, o que torna o sono mais instável e agitado. Existem ainda aqueles que contribuem para um boa noite de sono. Neste artigo falaremos apenas dos que são considerados “vilões”. Confira:

Álcool

Para relaxar o corpo, muitas pessoas acabam tomando uma cervejinha ou taça de vinho antes de dormir. Porém, apesar de diminuir o estresse e causar sonolência, o álcool atrapalha o sono profundo (REM), que é o ciclo do sono que proporciona o maior descanso!

O álcool relaxa a musculatura da garganta e da língua, estreitando as vias aéreas superiores e dificultando a passagem a passagem do ar, colaborando para o surgimento ou piora do Ronco e da Apneia Obstrutiva do Sono.

As bebidas alcoólicas podem até fazer o sono chegar mais rápido, mas é ele é interrompido mais vezes e não é reparador. Outro efeito importante do consumo de álcool antes de dormir é a desidratação que ele causa, fazendo com que a pessoa acorde várias vezes para ir ao banheiro.

Cafeína

Alimentos e bebidas com cafeína em sua composição, como café, refrigerante, chá mate, chá preto e chocolate são considerados estimulantes, pois a cafeína estimula o Sistema Nervoso Central e inibe a produção da Adenosina, hormônio responsável pela regulação do sono juntamente com a Melatonina.

Por isso, o ideal é evitar o consumo desses alimentos pelo menos 3 horas antes de dormir.

Carne vermelha

 A carne vermelha é risca em gordura, e isso pode dificultar e atrasar a digestão. O tempo de esvaziamento gástrico é mais lento, e para digerir este tipo de alimento, o organismo aumenta a produção de suco gástrico e consequentemente dispensa mais energia para digerir. Com isso, não consegue deixar o corpo descansar.

Chocolate

Embora possa oferecer benefícios, como em suas versões mais amargas ou com maior porcentagem de cacau, o chocolate também é capaz de atrapalhar o sono! Dependendo do tipo, ele pode conter grandes quantidades de cafeína em sua composição.

Para se ter uma ideia, uma barra de chocolate ao leite de 450g contém 9mg de cafeína, enquanto uma xícara de café possui cerca de 100mg. E o chocolate amargo possui ainda mais cafeína, equivalendo a uma xícara de café instantâneo. Pode parecer pouco, mas não é!

Além da cafeína, que dificulta para dormir, o chocolate também é rico em açúcar, que estimula a liberação de insulina, hormônio que prejudica a produção e a liberação de outros hormônios durante a noite, como a melatonina, mais conhecida como hormônio do sono. Além disso, o açúcar também acelera o metabolismo, outro fator que afeta o sono.

Para quem não consegue ficar longe do chocolate, o ideal é evitar o consumo da guloseima por, no mínimo, cerca de três ou quatro horas antes de dormir. Este é o tempo necessário para que a cafeína não prejudique a qualidade do sono.

Massas

Alimentos como grãos, massas, pães e batata são ricos em carboidratos, que são queimados rapidamente pelo organismo e convertidos em energia. Porém, essa energia também acaba mantendo a pessoa acordada! Por isso, o consumo desses tipos de alimentos antes de dormir é contraindicado.

Molho de tomate

 Embora seja rico em vitamina C, ferro, licopeno e antioxidantes que diminuem o risco de ataque cardíaco e câncer, o molho de tomate pode deixar a digestão mais lenta e causar azia. A recomendação é evitar o consumo até três horas antes de dormir.

O ICOSONO – Instituto Campineiro de Otorrinolaringologia e Sono é especializado no diagnóstico e tratamento dos principais Distúrbios do Sono. Entre em contato e agende uma avaliação!

Até a próxima!